Browse By

Moradores pedem mudança para garantir produção no campo

Aproveitando que a Secretaria de Desenvolvimento Ambiental (Sedam) está conduzindo uma alteração na lei do Zoneamento Socioeconômico e Ecológico, moradores do distrito de Surpresa, em Guajará-Mirim, se mobilizam para que a área de abrangência da localidade possa ser modificada, saindo da subzona 2.2 para a subzona 1.3.
Ontem, uma comitiva de lideranças locais se reuniu com o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB), junto com os deputados estaduais José Lebrão (PMDB) e Dr. Neidson (PMN), e mostrou a necessidade de alteração no Zoneamento, para que a região seja beneficiada.
“Estamos recebendo informações sobre a situação do distrito, que é uma região consolidada, com titulação definitiva em várias propriedades e a Casa vai votar o projeto da alteração, levando em conta essa e outras demandas”, explicou Maurão.

Encontro

A secretária executiva do governo em Guajará, Genilda Flores, o administrador do distrito, Nonato da Silva, além dos moradores Franquemar Fernandes, José Maria, Jefferson Guedes, Marcos Zaramella, Olvídeo Cangaty, João Pedro, e o presidente da Associação dos Moradores e Agricultores do Distrito de Surpresa (Amadsur), João Junior da Silva, participaram do encontro.
Surpresa conta com cerca de 2 mil moradores, que vivem da criação de gado, com um rebanho estimado em 5 mil cabeças; do cultivo de mandioca, banana e açaí; além da pesca e da produção de farinha.
“As famílias estão na região há décadas e desde os anos de 1980 houve a titulação de áreas. Ou seja, é uma comunidade que sobrevive da agropecuária e que precisa ter essa alteração na subzona, como forma de assegurar essas atividades”, completou Lebrão.

Deixe uma resposta