Browse By

Único frigorífico de aves da Região Norte corre risco de fechar as portas

Na sessão da Assembleia Legislativa de terça-feira (16), a deputada Lúcia Tereza (PP) mais uma vez solicitou apoio para que a empresa Globoaves não pare de funcionar. O único frigorífico de aves da Região Norte pediu concordata e corre o risco de fechar devido a fatores como aumento do preço do milho e queda no valor do frango.
A parlamentar já havia assegurado junto ao governo do Estado isenção em impostos, como forma de ajudar a empresa, mas o quadro do mercado piorou a situação da Globoaves. Nesta terça-feira ela pediu aos colegas deputados ajuda para encontrar uma forma de manter o frigorífico em atividade.
“Além de gerar uma grande quantidade de empregos em Espigão do Oeste e oferecer aos pequenos produtores mercado garantido para aves, a Globoaves contribui com o desenvolvimento de Rondônia. Entendo que é preciso oferecer condições para que mais indústrias se instalem no Estado”, afirmou Lúcia Tereza.
Ela conversou com diversos parlamentares, que se comprometeram em dar total apoio para que a Globoaves vença a difícil situação de mercado. Lúcia Tereza disse esperar que a crise seja contornada.
“Espigão do Oeste e o Estado necessitam desse apoio. Já conseguimos diversos incentivos para a Globoaves, mas precisamos de mais ajuda. Sabemos que a situação é difícil no Brasil inteiro, mas o único frigorífico de aves da Região Norte deve contar com o apoio de todos os governos”, afirmou a parlamentar.

Deixe uma resposta