Browse By

Lascando a Madeira!

Chorando o leite derramado.
O ex-senador Gim Argelo chorou ao se contradizer na presença de Sérgio Moro em seu depoimento em mais uma fase da operação Lava-Jato, na última sexta-feira, a fase batizada por Vitória de Pirro. Parece que ele está apenas colaborando para o nome da fase. Vitória de Pirro é uma expressão utilizada para se referir a uma vitória obtida a alto preço, potencialmente arrecadadora de prejuízos irreparáveis, ou seja, alguém avise Sr Gim que não adianta mais chorar o leite derramado. Suas lágrimas não serão suficientes para safar sua pele da sentença de Moro.
Gim cai no choro

Gim cai no choro

Parlamentar capturando Pokemon.
A Senhora Trine Skei Grande, deputada na Noruega foi flagrada capturando pokemóns em um debate político. Os noruegueses foram enfáticos em condenar tal atitude. A parlamentar foi a público tentar se justificar e alegou que tem total facilidade em memorizar um discurso, mesmo realizando outra tarefa simultaneamente. Enquanto aqui no Brasil gostaria de flagrar nossos políticos capturando pokemóns, mas infelizmente os flagrantes por aqui são de natureza bem mais graves.
Santo Antônio indeniza mais um.
A justiça condenou a usina Santo Antônio, através do processo 0010527-97.2015.8.22.0001 a indenizar mais um morador ribeirinho no último dia 24. O sr João Ricardo da Rocha Campos receberá a título de indenização o valor de R$ 20.000,00, pois sua residência encontra-se a menos de vinte metros das margens do rio Madeira e interditada pela Defesa Civil de Porto Velho, pois foi atingida pelas erosões originadas e agravadas pela atividade da UHE Santo Antônio.
Rolim de Moura – Reembolso de  despesas médicas  – parto.
O município de Rolim de Moura terá que reembolsar R$ 4.120,00 a Sra Wanderléia Belink Lima Pires, referente danos materiais causados por omissão ao atendimento de cesariana e laqueadura à paciente, conforme consta processo. O fato deu-se em março de 2015, quando a gestante alegou, ter ficado em estado de sofrimento por horas. Pela demora e condições inadequadas do hospital público, não viu outra solução, a não ser se dirigir ao hospital particular (Bom Jesus) para poder passar pelo procedimento médico-clínico. Além dos danos materiais, a autora requereu também indenização por danos morais no valor de 50.000,00, porém não houve deferimento.
Eleito na prisão – Não teve golpe.
Em Karachi, maior cidade do Paquistão, onde houve eleição para prefeito dia 24 último, quem recebeu a maioria dos votos foi Waseem Akhtar, que está preso desde 19 de Julho. O prefeito eleito é acusado de conspirar em favor de terroristas. Segundo o jornal El País, Waseem Akhtar pretende governar a cidade por trás da grade. E Olha que não se trata de uma cidade qualquer, pois sua população é em torno de 15 a 18 milhões. E eu que pensava que no Brasil é que as coisas eram bagunçadas. Enquanto aqui vemos políticos indo preso depois do mandato, por lá já recebe o mandato dentro da prisão. Enquanto por aqui a lei ficha limpa não conseguiu impedir vários políticos de se candidatarem, por lá a lei nem existe. A única coisa de lá que parece com as daqui são as alegações de Waseem, segundo ele, só está preso porque foi vítima de golpe.
Bruna Marquezine beijaria outra  mulher.
Após ganhar destaque por estar supostamente namorando com Neymar novamente, Bruna Marquezine conquistou os holofotes em uma entrevista com o youtuber Matheus Mazzafera, afirmando que não teria nenhum problema em beijar outra mulher. A declaração deixou alguns fãs perplexos. Não sei porquê, que mal tem? Eu, por exemplo, se não fosse casado, também beijaria outra mulher, sem nenhum problema.
bruna

Concordamos com a Bruna

Que “porcaria  é essa”?
No norte do Paraná, na cidade de Salto do Itararé, um homem de 35 anos foi preso ao tentar subornar policiais com uma leitoa, Isso mesmo, uma leitoa. O rapaz, que não teve seu nome revelado estava ouvindo som muito alto e perturbando o sossego da vizinhança. Mas ele não parou por aí. Quando os policiais recusaram a porcaria da propina ainda ofereceu mais um bônus de 100 reais. Resultado: foi parar no xilindró por corrupção ativa, que é quando uma pessoa oferece alguma forma de compensação a agente público.

Deixe uma resposta