Browse By

Previsão de produção é de 2 mi de sacas em 2017

Com uma colheita concluída de 1,626 milhão de sacas de café nesta safra, e com uma projeção de crescimento entre 13% e 21%, Rondônia deverá ter uma safra recorde de café em 2017 com uma produção de cerca de dois milhões de sacas, desempenho que consolida seu status de segundo maior produtor de café conilon do País e o quinto entre todos os estados produtores de todas as variedades.

Os dados são do terceiro levantamento realizado em setembro da Safra Brasileira de Café 2016, da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que classificou o Estado de Rondônia entre os maiores produtores do Brasil no geral, levando em consideração a possível estabilidade das condições climáticas e o aumento da produtividade, que é resultado do trabalho de pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), no desenvolvimento do café clonal (BRS Ouro Preto), e da iniciativa do governo de Rondônia de fomentar a produção com a aquisição de distribuição mudas de café melhoradas geneticamente.

Segundo dados do Monitoramento Agrícola da Companhia, a safra rondoniense 2016 poderia ter sido bem maior, se não fosse o fator climático, observando que a falta de chuvas na época da florada prejudicou consideravelmente o pegamento (formação do grão).

Lavouras irrigadas

Para completar, nas lavouras irrigadas, as altas temperaturas e o sol forte registrados nos meses de outubro e novembro não só prejudicaram a formação como promoveram a queda dos grãozinhos em formação (chumbinhos), fator que, aliado à própria escassez de chuvas, motivou a queda de 5,6% na produção da safra de 2016.

Mas tanto os técnicos da Secretaria da Agricultura (Seagri) quanto os da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) estão muito confiantes com os números da projeção da safra de 2017, que devem ser anunciados entre meados de dezembro deste ano até 17 de janeiro do próximo ano, e que indicam um crescimento de até 21%, de acordo com o relatório de Acompanhamento da Safra Brasileira de Café divulgado pela Conab. Os dados deste relatório indicam também que praticamente toda a safra (90%) já foi comercializada a um preço que varia entre R$ 380 e R$ 400 a saca na propriedade.

Topografia

A área das lavouras de café de 2017 deverá ser a mesma desta safra – 87.657 hectares –, praticamente toda plantada com café conilon (Coffea Canephora), variedade que se adapta melhor às condições climáticas, relevo topográfico e ao solo de Rondônia, fatores que, segundo o titular da Seagri, Evandro Padovani, aliados a uma assistência técnica adequada proporcionada pelos técnicos da Emater, vão garantir uma boa produtividade nesta safra.

Deixe uma resposta