Browse By

Airton defende Internet 3G e celular para moradores de Nova Londrina

O deputado Airton Gurgacz (PDT) indicou ao governador do Estado e ao diretor regional da empresa Claro, a necessidade de levar sinal de telefonia móvel e internet 3G aos moradores de Nova Londrina, distrito de Ji-Paraná.

O pedido, esclarece Airton, ratifica indicação já encaminhada em maio, tendo em vista que até o momento os moradores do distrito ainda não foram contemplados com a cobertura do sinal. O Estado, em parceria com a Anatel realizou procedimento licitatório para a contratação do serviço de telefonia móvel e internet 3G a fim de atender todos os municípios de Rondônia.

Como vencedora do processo licitatório, a empresa Claro ficou como responsável pela implantação e manutenção nos 52 municípios do Estado, das torres de transmissão de telefonia móvel e internet 3G com sinal capaz de cobrir todo o perímetro urbano, como também alcançar a distância de até 30 km além dele. Com isso beneficiaria moradores das áreas rurais e distritos dentro desta área, informou o deputado Airton Gurgacz.

Como até o momento o distrito de Nova Londrina não possui o sinal, conforme denúncias enviadas ao parlamentar pela Associação dos Moradores e Amigos de Nova Londrina, “verifica-se que a operadora Claro não vem cumprindo com o que está pactuado no contrato firmado, dando margem a uma rescisão”, frisou Gurgacz.

Pela importância do distrito na economia jiparanaense e que o não cumprimento do contrato vem prejudicando o desenvolvimento da localidade, obrigando os moradores a se deslocarem até Ji-Paraná para efetuar contatos, “pedimos prioridade no atendimento da indicação a fim de conseguir que seja disponibilizada telefonia móvel e internet 3G a toda área do distrito”.

Conselheiros

Airton também requereu à Mesa Diretora, Voto de Louvor a todos os conselheiros tutelares do Estado, em especial pela passagem, no dia 18 de novembro, do Dia Nacional do Conselheiro Tutelar, cargo existente desde 13 de julho de 1990, com a criação do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Os cargos de conselheiros são ocupados por pessoas eleitas pela comunidade para ser a guardiã dos direitos de crianças e adolescentes de um município. O Estado conta hoje com 58 conselheiros tutelares.

Deixe uma resposta