Browse By

Comunidade São Francisco gera renda com Castanha-do-Brasil

Localizada na Linha Gasoli, na região de Ji-Paraná, a comunidade São Francisco foi a primeira a receber o curso de derivados da castanha-do-brasil. Coordenado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO), o curso teve por objetivo orientar sobre o beneficiamento do produto visando maior aproveitamento da produção e geração de renda para a família.

A castanha-do-brasil é um produto nutritivo que proporciona muitos benefícios para a saúde humana. Além de atuar na prevenção e no tratamento de diversas doenças, a sua manipulação é capaz de trazer lucros e aumentar a renda da família no campo.

Assim, antes de levar o curso à comunidade, extensionistas da Emater-RO participaram de um curso específico para beneficiamento da castanha-do-brasil, realizado no Centro de Treinamento da Emater-RO (Centrer), em Ouro Preto do Oeste, sob a coordenação de Flávio Augusto Tiellet, coordenador especial de desenvolvimento florestal e faunístico da Secretaria de Estado e Desenvolvimento Ambiental (Sedam). O curso também contou com a participação de técnicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Pacto das Águas e Inovam. A proposta foi orientar os extensionistas para que a atividade fosse disseminada entre as comunidades onde existe a produção de castanha-do-brasil.

Subprodutos

Na comunidade São Francisco, o curso de derivados da castanha-do-brasil contou com a participação de 18 produtoras rurais que aprenderam a produzir subprodutos, como macarrão, bolo, biscoito amanteigado, doce de leite cremoso, doce de leite de corte, arroz, doce de corte e doce de abobora, todos tendo como base a castanha-do-brasil.

Segundo as extensionistas da Emater-RO que coordenaram as atividades, todas as produtoras são assistidas pela Emater-RO e participam de programas de governo, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e feiras livres. Além da confecção de alimentos, a produtora Iria Maria Cesconetto, moradora da Linha Gasoli, aumentou sua renda confeccionando artesanato utilizando ouriços da castanha-do-brasil.

Deixe uma resposta