Browse By

Rondônia ganha incubadora para estimular a criação de empresas

A primeira rede de incubadoras de empresas do estado vai funcionar no campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro), em Porto Velho.

É nela que empreendedores encontrarão suporte para desenvolver os negócios tendo como foco a inovação e tecnologia. A instalação formal da entidade reuniu parceiros na iniciativa como governo de Rondônia, Federação das Indústrias e Sebrae, além do Ifro.

Na prática, as incubadoras de empresas funcionam como laboratórios, onde empreendedores de qualquer ramo podem buscar informação. O mecanismo é tão importante, que em alguns estados onde já funciona, a arrecadação cresceu até quatro vezes mais.

A Rede de Incubadoras de empresas de Rondônia (Redinova) se propõe a atuar para atender o mercado local com inovação tecnológica. É rede porque deve se expandir para o restante dos municípios e levar sua contribuição para o fortalecimento dos negócios nestas localidades.

Produtos

Na avaliação do presidente da Fapero (Fundação de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecnológicas e à Pesquisa de Rondônia), Francisco Elder Souza de Oliveira, a iniciativa é vai contribuir para a economia, geração de produtos, empregos e rendas para a região.

Ele representou o governador Confúcio Moura no ato que criou a Redinova e explicou que, após 30 anos, o poder público estadual volta-se para o resgate da ciência e tecnologia, que estavam em segundo plano. “As incubadoras são importantes para o desenvolvimento e o governo se une às demais instituições nesta tarefa”, afirmou.

Outro aspecto que se destaca no papel das incubadoras, segundo Ademir Vicente da Silva, diretor do Senai Região Norte, que podem ajudar a agregar valor aos produtos regionais. “Precisamos de indústrias fortes, que fortaleçam nossa participação no Produto Interno Bruto do Estado”, defendeu.

O fato de Rondônia ser o único estado que ainda não possuía incubadoras para empresas foi destacado por Uberlando Tiburtino Leite, reitor do Ifro. Ele explicou que o instituto forma profissionais, mas não havia laboratórios para apoiar quem não tem condição de iniciar seu próprio negócio. “A Redinova vai suprir uma necessidade do Ifro e da sociedade, pois está aberta para qualquer cidadão”, garantiu.

Edital

A incubadora de Porto Velho funciona no campus do Ifro na avenida Calama. Inicialmente, atenderá até oito empresas que serão escolhidas a partir de edital já lançado.

Deixe uma resposta