Browse By

ACIC comemora a implantação do núcleo da Rede Nacional de Política Industrial em Cacoal

A Associação Comercial e Industrial de Cacoal (ACIC) discute junto com órgãos competentes políticas de desenvolvimento para o município e através desta articulação que busca apresentar soluções que possam tornar as indústrias do município mais competitivas muitas ações têm sido realizadas. Entre elas está a implantação de um núcleo da Rede Nacional de Política Industrial (Renapi) em Cacoal. “Recepcionamos a equipe da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), que está pela terceira vez na cidade e com este apoio técnico teremos ainda mais informações sobre a real situação do setor produtivo. A implantação deste núcleo significa muito para nós. Promove o potencial da nossa produção”, explicou a presidente da ACIC Daniela Bianchini, após a reunião que aconteceu no auditório da entidade na quarta-feira, dia 18.

Estratégicas

A ação aproxima os governos Federal, Estadual e a produção local, oferece condições para fomentar o desenvolvimento. “As únicas duas cidades que não são capitais: Sorriso – MT e Cacoal-RO receberão a unidade por serem consideradas estratégicas por inúmeras situações. Cumpriremos uma agenda aqui, compondo a estrutura jurídica para iniciarmos os andamentos dos projetos”, informou o presidente da ABDI Luiz Augusto Ferreira, que antecipou dizendo que neste primeiro momento serão trabalhados já melhoramentos genéticos do gado e do café. “Junto de entidades como a Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero), por exemplo, trabalharemos a comercialização internacional, articulando nas fronteiras e dando suporte no que for necessário já que estamos na importante rota do mercado andino”, enfatizou.

“Entendemos que esta será uma forma de centralizar as ações disponíveis, viabilizar o acesso à tecnologia e, consequentemente, abrir mercados nacional e internacional para a produção cacoalense”, explicou Daniela, feliz pelo conquista que significa mais um avanço para o setor produtivo local. As visitas técnicas que seguem até o dia 21 de janeiro contemplarão os setores moveleiro, têxtil, gastronômico, de agroindústrias, da pecuária e do café com agenda dos técnicos para implantação do Renapi.

Deixe uma resposta