Browse By

Lascando a Madeira: Combustível vai cair na marra?

Thiago Flores não agrada o Sintero, mas os pais.

Uma discussão entre poder executivo e legislativo de Ariquemes versus Sintero tomou conta dos holofotes da imprensa nesta semana em Rondônia, sobre a supressão das páginas de livros didáticos para retirada do conteúdo “ideologia de gênero”.

Já decidido, mas para ter uma maior percepção da decisão popular e em busca de dar um respaldo democrático, Thiago lançou uma enquete no site da prefeitura a respeito do tema, e a maioria (52%) concordou com a retirada das páginas.

Vale lembrar que o resultado da enquete não teria peso na decisão do prefeito, uma vez que ela já havia sido tomada, mas serviu para confirmar que Thiago está a serviço da maioria, além de não estar praticando nenhuma ilegalidade. Pelo contrário, a legislação dá ao município o poder de regulamentar o tema.

Em breve será obrigatório.

Sabemos que a homossexualidade em um passado não tão longínquo era discutida sobre a guarida de tabus e mais tabus. Com o avanço dos movimentos ligados ao LGBT, principalmente, a sociedade foi se acostumando, porém ao que me parece o movimento não se contenta somente em ser respeitado. Querem que também que todos façam parte do seu estilo de vida sexual.

No ritmo que anda a carruagem, onde poste anda fazendo xixi em cachorro, banana comendo macaco, homossexualidade se tornou mais ou menos assim: No passado, era proibido, no presente é aceitável, no futuro será obrigatório.

Os caminhoneiros vão trancar os postos?

Depois de pressão por parte dos caminhoneiros, bloqueando algumas rodovias para redução do preço do petróleo, o Governo decidiu atender a categoria. Na verdade todos devem ser beneficiados. Porém já tivemos vários episódios em que a única categoria a ser beneficiada foi os proprietários de postos de combustíveis, não repassando a redução ao consumidor final. Se esse prática se repetir, de que forma os caminhoneiros deverão agir? Será que vão pra cima dos postos? Deveriam.

Madonna é repugnante.

Essa foi uma das afirmações feitas pelo polêmico presidente dos Estados Unidos Donald Trump em uma entrevista concedida à Fox News. Se o republicano pensa isso de Madonna, fico pensando qual é o sua opinião a respeito de Lady Gaga ou Justin Bieber. Melhor nem saber.

 

 

500 ônibus elétricos. Claro que não é no Brasil.

A cidade de Tanjin, localizada no norte da China, passou a operar no último dia 4 com mais 500 ônibus elétricos. A cidade já conta com 3.220 ônibus de energia limpa, entre eles, 1.346 elétricos. Desde 2010, o município construiu 201 estações e 2.769 postos de recarga elétrica. Os ônibus elétricos têm autonomia de 200 km.

Enquanto na China, o transporte público é de primeiro mundo, aqui na capital Rondoniense não conseguiram nem licitar a nova empresa para continuar atendendo. Mas acreditamos que até 2750 teremos ônibus parecidos com os da China.

Deixe uma resposta