Browse By

Capital participa de lançamento do Criança Feliz em Brasília

Com o lançamento do programa Criança Feliz, em Brasília, na quinta (9), Porto Velho confirmou sua adesão ao programa do Governo Federal, destinado a crianças de até três anos beneficiárias do Bolsa Família e de até seis anos que recebem o benefício de Prestação continuada, incluindo as vítimas de microcefalia por zika vírus.

A apresentação oficial do Criança Feliz foi realizada no Palácio da Alvorada, onde a primeira-dama da República, Marcela Temer, recepcionou representantes de capitais e unidades da federação, entre elas, da capital de Rondônia, através de sua primeira-dama, Ieda Chaves. O encontro contou com a participação de ministros de Estado e técnicos. Marcela, que é embaixadora do programa, pediu apoio aos estados e municípios justificando que a união é o principal fator para atingir o público-alvo.

Orientações

O programa foi criado em outubro do ano passado. Os estados e prefeituras que aderiram, por meio de repasse financeiro, montarão equipes para visitarem as famílias e prover assistência médica, dando orientações importantes de como fortalecer os vínculos familiares e comunitários e estimular o desenvolvimento infantil.

“É na primeira infância o momento onde está se formando o emocional da criança. Essa formação pode refletir no aprendizado e no desenvolvimento do indivíduo, então a ideia é cuidar da família, da mulher gestante, ampará-la através da equipe que estará treinada para dar assistência para que ela receba os estímulos. É muito mais fácil trabalhar enquanto criança do que mais tarde na adolescência”, disse Ieda ao avaliar a reunião como produtiva.

Para mobilizar a sociedade, o programa contará agora com o apoio de instituições como a Rede Sarah, Instituição Ayrton Senna e de representantes do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). A troca com as famílias será rica e constante. Para participar do programa, é preciso manter os dados no Cadastro Único atualizados, principalmente quando há grávidas e crianças de até três anos na família.

Deixe uma resposta