Browse By

Credibilidade do jornal impresso é para sempre

Credibilidade é não “desdizer”.

Tem muita gente que não aceita a sobrevivência do jornal impresso em meio aos avanços tecnológicos, principalmente pela febre das redes sociais.

Muitos já profetizaram o fim do jornal impresso. Tal assunto precisa ser tratado com frieza e sem tentar “puxar sardinha” para qualquer lado que seja. A nós, que somos do ramo impresso, já sabemos que até o papel moeda está com os dias contados, imagine então a notícia em papel. Mas enquanto estamos vivos, podemos nos gabar da credibilidade da notícia impressa.

Publica e apaga

Não desmerecendo os sites de notícias, até mesmo porque o Madeirão, através do www.madeiraoweb.com.br também atua neste mercado, mas o que muito se vê por aí é site que se diz “de respeito” postar notícias e – passados 30 minutos – a mesma já não se encontra mais no ar. O internauta pode usar a ferramenta de busca que quiser para tentar encontrar aquela notícia que havia visto minutos atrás, mas não vai encontrar. Tem gente que até pensa estar ficando pancada da cabeça. Mas não é bem assim.

Na verdade, tais sites “de notícias” têm suas páginas manipuladas de acordo com o fim comercial que lhe é atribuído. O importante é gerar acesso, mesmo que para isso sejam publicadas mentiras que, em seguida, são deletadas sem deixa vestígios.

A pergunta que não quer calar é: Qual a credibilidade de um veículo de comunicação que publica uma notícia e em pouquíssimo tempo “despublica”? Seria porque a notícia não é mais ao vivo? A informação vence tão rápido que o que de manhã era ao vivo, na hora do almoço já está morto.

Publicou, tá publicado.

É nesse mérito que reside a credibilidade do impresso. Uma vez que foi impressa, a notícia foi dita e não tem como “desdizer” ou “desimprimir” aquela edição. O nome disso é credibilidade. E assim o jornal impresso continua mais vivo que nunca.

Jesuíno presente.

Na data de ontem (14-12) iniciou-se o ano de 2017 para os deputados. É bem verdade que um bom número deles já estava trabalhando antes das sessões iniciarem, porém para todos os efeitos o “ponto eletrônico” que é a presença nas sessões ordinárias começou a valer à partir de ontem. Tomara que no segundo biênio desta legislatura os parlamentares caprichem mais na presença, pois, enquanto alguns faltaram em mais de 30 sessões ordinárias das 121 do biênio 2015/16, alegando que tinham outro compromisso (parece piada né), o deputado Jesuíno Boabaid dá exemplo, marcando presença em 117, atingindo 96,7% de frequência. Parabéns Jesuíno.

Deputados, não percam!!!! 

O momento é 

oportuno!!!.

Com todo o imbróglio que se desencadeou com a aprovação do fim do quinquênio por parte da câmara de Porto Velho a pedido de Hildon Chaves, deputados não perderam o bonde para fazer a velha politicagem na tribuna da Assembléia Legislativa. É evidente que a medida fere direitos alcançados por servidores e que o tema precisa ser repensado e discutido. Outrossim é a urgência em reduzir o número de servidores com cargo comissionado na prefeitura da capital. Mas que se nota que o assunto está sendo rentável para se fazer discursos meramente eleitoreiros e cair na graça do servidor, se nota!!!!

Encontro de vereadores.

O 1º. Encontro dos Legisladores Municipais ocorrido em Porto Velho nos dias 13 e 14/02 foi um sucesso segundo avaliação dos organizadores, pois reuniu mais de 400 vereadores dos 52 municípios de Rondônia. Esperamos que o povo seja beneficiado com o aprendizado desses parlamentares, pois quando o contribuinte fizer a conta da quantidade de diárias que foram pagas para que os nobres vereadores do interior se deslocassem à capital, com certeza vai exigir retorno de seu dinheiro investido.

Deixe uma resposta