Browse By

Transplante de órgãos: Recusa para doações ainda é alta

A taxa de doadores de órgãos efetivos aumentou 5% no Brasil no ano passado, em comparação com 2015, mas continua abaixo da esperada.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros,  afirmou, na sexta-feira, que a recusa de doação de órgãos pela família ainda é um desafio para a expansão do serviço.

“A cada ano, batemos novos recordes, mas em algumas modalidades de transplante temos cinco anos de fila de espera, cerca de 40% das famílias se recusam a fazer a doação dos órgão de parentes falecidos. Então, há um conjunto de medidas a tomar”, disse Barros.

“Para reduzir as filas, já que temos excelente infraestrutura de hospitais especializados em transplantes, precisamos fazer campanhas de conscientização para que as famílias autorizem a doação de órgãos, facilitar a regulação da legislação que envolve essa questão”, acrescentou o ministro.

Deixe uma resposta