Browse By

Preparatório para concurso na Capital tem boa avaliação

Terminou no último sábado (25), no Teatro Banzeiros, no centro histórico de Porto Velho, a série de aulões da juventude, preparatórios para concurso público que a secretaria estadual da Saúde realizará possivelmente em maio próximo. Em torno de 200 pessoas participaram a cada reunião, sempre aos sábados, a partir de 11 de março, recebendo conhecimentos sobre raciocínio lógico, história de Rondônia e dicas sobre como passar em concurso.

As aulas foram realizadas pelo Departamento de Políticas Públicas para a Juventude, da Semasf (Secretaria de Ação Social e da Família) para inclusão e afirmação social, política, econômica e cultural do jovem porto-velhense, incluindo-o no desenvolvimento de uma sociedade sustentável, com totais incentivo e apoio do prefeito dr Hildon Chaves.

Palestra

Foram protagonistas na transmissão do conhecimento os professores Danilo Reis, Aleks Palitot e Nicandro Campos. Nicandro, aliás, encerrou sua participação como uma palestra sobre os segredos da aprovação, que podem resultar da única e verdadeira premissa: dedicação aos estudos.

Depois de falar na abertura dos aulões, Raildo Sales, diretor do Departamento da Juventude, disse que “nosso objetivo foi alcançado. Conseguimos reunir, a cada sábado, 200 pessoas que não têm condições de pagar um curso particular de preparação a concursos, e, dessa forma, o governo do prefeito dr Hildon contribui para a redução das desigualdades sociais no município”.

Reconhecimento

Confirmando a avaliação de Sales, Jamerson do Nascimento Rodrigues, 21 anos e estudante do quarto período de biologia, os aulões foram importantes “porque foi pensado como alternativa a quem não tem recursos financeiros para se preparar para um concurso. Foi uma boa iniciativa da prefeitura, que esperamos continue agindo assim”.

Responsável pela última aula da programação, o professor e historiador Aleks Palitot, avaliou como “positiva a atuação do departamento de Políticas Públicas da Semasf facilitando aos jovens a busca pelo saber. É a prefeitura ensinando a pescar, e não dando o peixe, em benefício de todos que vão fazer o concurso da Sesau”.

Deixe uma resposta