Browse By

Ginásio Cláudio Coutinho está pronto para receber competições nacionais

Reinaugurado na noite de sexta-feira (30) com a presença do ministro do Esporte Leonardo Picciani e aproximadamente duas mil pessoas, o ginásio de esportes Claudio Coutinho reúne as condições para receber competições de voleibol, handebol, basquetebol e futsal de porte nacional.

“Depois de mais de 30 anos de sua inauguração, em 1982, no governo de Jorge Teixeira, é motivo de muita satisfação fazer a entrega dessa obra em Porto Velho. Isso engrandece, promove e dignifica o esporte. Estamos prontos para receber competições nacionais”, disse o governador Confúcio Moura.

O ginásio, reinaugurado com mudanças que modernizaram as instalações, estava há muitos anos sem uso. “Agora temos 50 alojamentos femininos, 50 masculinos, sala de musculação, de fisioterapia, sala para a imprensa, banheiros novos com acessibilidade, ambientes climatizados, piso e teto novos, tudo adequado para fazer eventos e oferecer treinamento para nossos atletas”, afirmou Confúcio Moura.

O governador disse também que a partir de agora haverá mais oportunidade de promoção dos atletas rondonienses, e por consequência a promoção da cidadania e desenvolvimento social do estado.

Para o prefeito Hildon Chaves, a reinauguração do ginásio Claudio Coutinho tem a mesma importância de 32 anos atrás, quando “o principal espaço esportivo do estado” foi entregue à população de Porto Velho. “Este ginásio está para Rondônia como o Maracanã está para o Rio de Janeiro. E saiba governador Confúcio Moura que seu nome, por mais essa contribuição, entra para a história de Porto Velho. Parabéns pela conclusão dessa obra maravilhosa”, disse.

Âmbito nacional

Responsável pelo Programa Integrado de Desenvolvimento e Inclusão Socioeconômica (Pidise), financiado pelo Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o secretário George Braga (Planejamento) disse que o ginásio atenderá os Jogos Interestaduais de Rondônia (JIR) e Jogos Escolares de Rondônia (Joer) e grandes espetáculos de âmbito nacional.

“É uma felicidade participar da entrega da obra, e a perspectiva, no futuro, é criar uma fundação   para gerenciar os eventos, vender ingressos, atrair competições com esportes de alto rendimento”, declarou Braga, lembrando que o piso é adequado a esportes dessa natureza porque embaixo do taco existe uma manta americana que absorve o impacto do atleta.  O investimento no âmbito do Pidise foi de R$ 7,2 milhões, e as arquibancadas foram substituídas por 2.195 cadeiras.

O superintendente de Esportes, Cultura e Lazer, Rodnei Paes, disse que a nomenclatura ginásio, em desuso, deve em breve ser substituída por arena, conceitualmente utilizado para denominar espaço com mais de uma utilidade. No caso do Claudio Coutinho, servirá para treinamento de atletas.

Deixe uma resposta