Browse By

Proposta prevê intercâmbio e transferência de tecnologia entre Brasil e Bolívia

As relações entre Brasil e Bolívia às margens do rio Mamoré unem duas cidades: no lado brasileiro, a cidade rondoniense de Guajará-Mirim, no lado boliviano, Guayaramerin, cidade do departamento de Beni. Quem mora nessas cidades cotidianamente não se dá conta que se trata de dois países distintos, tanta é a proximidade entre eles. Com livre acesso entre ambas, é comum o compartilhamento de ações entre seus habitantes, seja no comércio, nas festividades e até nos problemas que os rodeiam.

Essa reciprocidade também tem permitido um maior intercâmbio nas relações empresariais, institucionais e educacionais entre os dois países. Tanto que na última edição da Rondônia Rural Show, realizada em maio deste ano na cidade de Ji-Paraná, interior do estado de Rondônia, a comitiva boliviana fez questão de visitar o evento e propor maior interação tecnológica em áreas de grande importância para o desenvolvimento regional.

A irmandade entre Brasil e Bolívia também é percebida no intercâmbio de estudantes. As universidades bolivianas têm acolhido muitos brasileiros que procuram suas universidades para concluírem cursos de medicina e medicina veterinária e essa questão foi pauta de entre o governador Confúcio Moura e o reitor da Universidad Autônoma Del Beni “José Ballivian” (UAB), M.Sc Luiz Carlos Zambrano Aguirre, que propôs um protocolo de bilateralidade entre os países.

Durante a visita da comitiva a Porto Velho, nesta quarta-feira (5), que teve por objetivo oficializar o protocolo de bilateralidade para o curso de medicina, o Reitor Aguirre trouxe nova proposta: desta vez a ideia é promover um intercâmbio técnico com as instituições do segmento agropecuário, entre as quais, a Emater-RO. No documento entregue ao diretor-presidente da Emater-RO, Francisco Coutinho, Aguirre propõe “estabelecer relações de cooperação mútua que permita estabelecer convênios para capacitação técnica, concessão de bolsas de estudos, transferência de tecnologias e outras atividades que fortaleçam as relações entra ambas as instituições.”

A proposta prevê um intercâmbio entre a universidade boliviana e as instituições Emater-RO, Embrapa e Idaron, para troca de conhecimentos e tecnologia na cultura do café e do gado leiteiro. Durante o encontro, Francisco Coutinho, acompanhado do diretor técnico e de planejamento, José de Arimateia da Silva, falou das perspectivas da pecuária no estado de Rondônia que conta com a assistência técnica da Emater-RO e colocou-se à disposição da Universidade para a troca de experiências e desenvolvimento tecnológico que beneficiem os dois países.

Também participaram da reunião o vice-reitor, Jesus Eguez Rivero, o diretor de Medicina, Lázaro, Loreto Vine, o encarregado das relações internacionais, Dr. Rolando Villar Anez, e coordenador de pós-graduação Dr. Jorge A. Pedraza, todos da UBA e, pela Emater-RO, o gerente de contratos e convênio, Francisco Sobrinho e a médica veterinária Gilvânia Carvalho.

Deixe uma resposta